domingo, 9 de dezembro de 2007

Os Projetos Sociais e suas deficiências no governo Wilma

          A política social do governo Lula está caracterizada pelo combate à pobreza que atinge boa parte da população brasileira. No Rio Grande do Norte vários projetos foram instalados com o objetivo de implantar Programas de Geração de Emprego e Renda em comunidades carentes, tentando erradicar a situação de miséria enfrentada por pessoas que estão excluídas dos benefícios do desenvolvimento.
         Diversos programas têm capacitado pessoas, constituindo grupos produtivos e criando empresas associativas de produção de bens e serviços, gerando ocupações produtivas e renda, como alternativa ao desemprego e subemprego. Por ou lado, percebe-se a dificuldade do acompanhamento de técnicos que comprometem os indicadores de resultados destas políticas e dificultam a identificação das principais marcas de eficácia das mesmas. As ausências destas avaliações impedem que sejam diagnosticados os impactos destes programas onde foram implantados, como se encontram atualmente no contexto de geração de trabalho e renda e da melhoria de vida dos seus participantes.
        As faltas de técnicos do estado e do mapeamento da realidade de cada um destes programas demonstram o abandono do Governo Wilma em relação aos participantes. Quando no período da implantação é criada toda uma expectativa, as pessoas renovam as esperanças, passam a acreditar que pode ser realidade, no entanto, com o passar do tempo ocorre o abandono e surgem as deficiências, tornando-as desmotivadas e de baixa estima. É preciso que os técnicos percorram todos os municípios onde os programas forma implantados, trazendo os resultados e as propostas para a sustentabilidade e/ou ressurgimento das atividades e dos grupos de produção e serviços. Com isto, espera-se dá melhor visibilidade às atividades e contribuir com o desenvolvimento dos programas e na melhoria de qualidade de vida da população.
        Neste mapeamento é preciso identificar como está ocorrendo o comprometimento das pessoas envolvidas, sejam os técnicos, assim como o público-objetivo; avaliar os interesses e as potencialidades reais presentes nos grupos aos quais se destinam os programas e confrontar com os técnicos; diagnosticar as relações de poder presente nos grupos sociais e identificar lideranças e/ou mobilizar em rede os capacitados e seus empreendimentos produtivos; avaliar os níveis de organização da população para assumir sua parte nos projetos, os mecanismos para sua organização produtiva, inserção no mercado e capacitação para sua participação social e política; oferecer capacitação permanente; criar bancos de dados (com informações gerenciais, sócio-econômicas, sobre o mercado, sobre produtos e cadeias produtivas, avaliar propostas metodológicas, técnicas e pesquisas básicas, projetos de investimentos viáveis, além de dados de interesse dos participantes), avaliar a aplicação dos recursos e construir indicadores de resultados dos Programas e Projetos que permitam avaliar o impacto das políticas sobre a qualidade de vida das pessoas às quais elas se destinam, permitindo também apontar as causas de sua ineficácia.
Além disso, é necessária a criação de estratégias que venham contribuir com o Desenvolvimento Local Sustentável, efetivando os diversos grupos associativos. Algumas medidas podem oferecer bons resultados: Aporte financeiros/Parcerias, efetivação de feiras para escoamento dos produtos; Seminários, disponibilizar ferramentas de gestão para a sustentabilidade e efetividade dos Programas/Empreendimentos oriundos dos grupos; contribuir para a integração e fortalecimento dos empreendimentos e associados.
A propaganda do governo Wilma apresenta resultados sempre positivos, no entanto, os números comprovam uma enorme deficiência na efetivação dos empreendimentos. O governo federal disponibiliza verbas, o que falta é a concretização dos projetos. O pior é que a população cada vez mais sente aquela “sensação” de estar sendo iludida. A governadora deveria convocar todo o secretariado e assumir a postura de realmente fazer um “governo de todos”.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Garibaldi na Presidência do Senado

Após a renúncia de Renan Calheiros da Presidência do Senado, o senador Garibaldi Alves Filho partiu em busca da confirmação do seu nome para assumir o cargo. Um dos senadores mais atuantes do Brasil e de extrema confiança do seu partido, PMDB, Garibaldi pode ser o líder certo para melhorar a imagem da casa junto a população. A bancada política do RN deve está toda envolvida para defender a candidatura daquele que é a maior expressão do PMDB no estado. A sua conduta como político idôneo e comprometido com as realidades sociais do Brasil, faz com que Garibaldi seja empossado nos próximos cinco dias, trazendo beneficio para o estado e priorizando projetos para o crescimento de todas as suas regiões.
O cenário político para 2008 também sofrerá mudanças, pois com o fortalecimento do PMDB do RN, o partido poderá aumentar o número de prefeitos e de vereadores em todo o estado.

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Greve: Agentes de saúde definem pauta

Os agentes de Endemias e os agentes Comunitários de saúde em greve há aproximadamente 50 dias, definem hoje a paralisação ou a continuidade da mesma. Em pauta estão o aumento do Salário Básico de R$ 360 reais para R$ 458 reais e o direito da salubridade. Apesar de se estender por vários dias, o Comando de Greve está relutante em não parar de lutar pelos direitos da categoria.

Apesar das negociações anterioriores, existem descumprimentos dos direitos adquiridos e a secretária de saúde do Natal, Maria Aparecida França, retirou o valor de R$ 50 reais do pagamento do atual mês, relativo a um antigo abono incorporado ao salário dos agentes. Ao receberem os contra-cheques a revolta foi grande e mais uma vez a categoria marcou uma assembléia da qual retiraram duas comissões: a primeira : deverá encaminhar documento a Secretaria de Saúde solicitando a garantia de reabertura de renegociação e o pagamento dos dias parados(ponto). A outra comissão irá procurar a cúpula do PCdoB, para que a mesmaintervenha junto a secretária, tendo em vista que ela é integrante do partido.

O impasse vai continuar e se a secretária não ceder, a greve irá continuar. A Assembléia ocorrerá hojeàs 14 h no SINTE. Segundo o Diretor do SinteSaúde, Márcio Ybanney, a categoria ainda tem fôlego para continuar paraalisada. Ressaltou que cada ação que a secretária toma contra a categoria, faz com que os ânimos se acirrem e conclui com jargão: "NÃO ADIANTA AMEAÇAR SEM OS R$ 50, EU NÃO VOLTO A TRABALHAR". Cantado e gritado pelos mais de 300 associados presentes na última segund-feira.

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Vereadores citados na Operação Impacto temem retaliações

Os vereadores citados na Operação Impacto temem que a decisão judicial que trata do envolvimento dos edis acusados de corrupção na Câmara Municipal de Natal, seja adiada para o próximo ano. Alegam que isso sirva como moeda eleitoral contra eles. O delegado da Delegacia de Defesa do Patrimônio Público, Júlio Rocha, confirmou que o relatório ainda não foi finalizado e que os trabalhos investigativos continuam, dando prosseguimento a informações para a elaboração do relatório final. Os vereadores estão preocupados com a repercursão do documento e tentam de todas as formas, utilizar meios judiciais para impedir a publicação em plena campanha eleitoral. Advogados são acionados e querem reverter a situação.
Todos sabem da compra de votos para beneficiar a indústria da construção civil em seus interesses de transformar a zona norte de Natal numa nova oportunidade de crescimento imobiliário. Com o veto do prefeito, por entender que a região não possui infra-estrutura para o desenvolvimento, a indústria civil comprou o voto e a consciência dos edis, entre quais destacamos os vereadores Salatiel de Souza(PSB), Bispo Francisco de Assis(PSB), Adenúbio Melo(PSB), Dickson Nasser()PSB, Júlio Protássio(PSB), Geraldo Neto(PMDB), Renato Dantas(PMDB), Sargento Siqueira(PV), Emilson Medeiros(PPS) e Adão Eridam(PR) .
Independente de data, a população vai saber dá a resposta para os envolvidos nesse escândalo. Sabemos da insatisfação popular e esse exemplo serve para aqueles que pleiteiam uma vaga na câmara e que pretendem trabalhar com seriedade e voltado para políticas de interesse público, sem sucatear o patrimônio.

Segurança Pública

Há muito tempo que empresários da zona norte de Natal clamam por uma solução para o combate dos problemas de segurança daquela região. Vários deles já tiveram seus comércios assaltados e acumulam prejuízos exorbitantes. No início do ano em reunião com o comando da Polícia Militar, eles apresentaram uma Carta de Intenções, apresentando propostas e solicitando mais segurança e apoio do comando. Demais encontros aconteceram, inclusive com a participação da comunidade e, em todos eles, havia a promessa da elaboração de um Plano de Segurança para o RN. Segundo o Secretário de Segurança Pública do Estado, Carlos Castim, o Plano será inovador e democrático, tentando absorver a demanda do estado. Entre suas inovações os postos policiais seriam trocados por unidades móveis com policiais a pé e viaturas dando assistência às comunidades.

Os números oficiais apontam para uma melhoria considerável das ações da polícia. Porém, a população conhece bem melhor esses números, e sabe que a bandidagem e a criminalidade aumentam a cada dia. Os problemas continuam aumentando e a população aguarda com ansiedade medidas de combate a marginalidade.

O governo do estado adquiriu 80 viaturas e 40 motos e deverá receber do governo federal cerca de 25 viaturas usadas na força de segurança do Rio de Janeiro nos jogos Panamericanos. Além disso, serão convocados os 250 homens aprovados no último concurso e recebimento de munições e equipamentos. Sabendo das condições em que se encontra o estado, os empresários da zona norte estão organizando manifestações para que as suas propostas sejam atendidas, não deixando que influências políticas levem equipamentos e homens para suas bases no interior do estado, tendo em vista que é na zona norte e na grande natal onde os índices de violência são maiores.

Câmeras contra fraudes

O secretário de saúde Pública do RN,Aldemário Cavalcanti, resumiu instalar câmeras de circuito interno no setor de compras, para dificultar o acesso de fornecedores e o desaparecimento de documentos. Com o descaso que o governo Wilma de Faria tem com a saúde do estado, percebe-se que fatos como esse demonstram a fragilidade e incompetência dos seus colaboladores. No entanto, como ela prefere gastar cerca de R$ 1 milhão e 500 mil para inaugurar uma ponte que não trará tanto benefícios reais como atesta a sua propaganda, e deixar de lado os problemas que assolam e desmontam a saúde, com falta de material e de equipamentos. A farra da festa prevaleceu aos interesses públicos.
É inconcebível que o estado não tenha uma política séria para resolver os problemas da saúde e permaneça inerme as situações de fraudes, corrupções e desmando nessa pasta. A decisão do secretário de instalar câmeras-vigias no setor de compras é brincadeira. O sumiço do processo licitatório de R$ 11 milhões é apenas o começo de uma série de suspeitas que circulam no meio político e jornalístico. Enquanto isso, o segundo governo da governadoria Wilma de Faria permanece em sonos profundos,...

domingo, 25 de novembro de 2007

Abertas inscrições para a UNICID

O Colégio e Curso Êxito em parceria com a Universidade de São Paulo, está abrindo dois pólos em Natal (Alecrim e Zona Norte). Os cursos oferecidos são os seguintes: Administração, Licenciatura em Pedagogia e dois cursos tecnológicos: Gestão em Recursos Humanos e Gestão em Processos Gerenciais. Segundo o Diretor do Colégio Êxito, Prof. Bruno Nacalle, o vestibular ocorrerá no próximo dia 09/12 na sede do Alecrim. Os cursos tecnológicos tem duração de 02 anos e os preços variam em torno de R$ 140,00 a R$ 185,00. Telefone para contato: 84/3214-8598. Ainda serão implantados os cursos de Gestão Imobiliária e Gestão em Turismo.

Entrevista na Rádio Cabugi

Nesta terça-feira dia 27/11 estarei na Radio Cabugi sendo entrevistado no Programa Panorama Político às 18h30min. A pauta será em torno da construção da Ponte Newton Navarro e suas conseqüências para o desenvolvimento da zona norte e seu impacto no bairro da redinha. O debate será bastante aberto e temas importantes como a entrega incompleta de uma obra super faturada e sendo investigada pelo Ministério Públicoe com fortes sintomas de acidentes automobilístico e tendência a engarrafaemento devido a semáforos inadequados.
Paralelamente a ponte temos obras que estão lentamente sendo executadas, como o problema da urbanização da África, na redinha, assim como o tão famoso projeto com verbas liberadas há muito tempo do Programa Pró-Transporte do Ministério das Cidades. No total um valor exorbitante de aproximadamente R$ 66.000,00 (sessenta e seis milhões), para a construção do Corredor Moema Tinoco, duplicação da Avenida das Fronteiras e construção de um viaduto por cima da linha férrea(com a construção de uma estação de trem para o ramal Natal-Ceará-Mirim), construção de ciclo via por toda a extensão da linha férrea ramal norte, construção de duas passarelas na Avenida Tomás Landim e uma outra na entrada do igapó sentido estrada da redinha. Bom, será uma oportunidade para a comunidade natalense e do estado tomarem conhecimento de pontos importantes do governo de todos e alguns dos seus foliadutos.