quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

PARTE PROFESSOR GERALDÃO

         A triste notícia do dia é o falecimento do professor GERALDÃO, o maior e melhor professor de história do Rio Grande do Norte. A causa diagnosticada foi de “asfixia pulmonar”. Natural da cidade de Macau, cidade que tanto amava e divulgava, após sua saída do Seminário onde estudava para ser padre, começou a dá aulas nos melhores cursinhos e colégios de Natal. É difícil não ter algum aluno dos anos 80 e 90 que não passaram por suas mãos.

         O estado perde um dos seus ícone intelectual mais importante, particularmente foi quem me inspirou para ser professor de história. Deixava de fazer alguma tarefa, para ficar nas janelas das salas do Cursinho Ferro Cardoso ouvindo os seus ensinamentos. O seu conhecimento cultural era enorme, um poço de sabedoria e sensatez. Com o seu forte timbre de voz, conseguia a atenção dos pré-vestibulandos e enriquecia-os de conhecimentos.

         Geraldão também gostava de atividades extra-sala de aula, era comum ele conduzir os alunos para um “passeio” cultural pelos principais pontos históricos da grande Natal. Afetuoso, carinhoso com seus alunos, exigente, amigo, disciplinador e acima de tudo ético. O meu professor vai deixar muitas saudades no meu coração e na educação do estado.

         O enterro aconteceu hoje, às 17h no Cemitério Morada da Paz em Emaús., com a presença dos diversos amigos - o adeus foi simples e belo. Rogo ao Eterno Pai que chegue com conforto para sua esposa Socorro Evangelista e seus filhos e filhas e que como o próprio Geraldão dizia: “Eu conheço o caminho”; Jesus Cristo é “o caminho, a verdade e a vida”.

Nenhum comentário: