quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

PROBLEMAS AMBIENTAIS DEVEM SER RESOLVIDOS JUNTO COM O COMBATE À POBREZA

   DESAFIOS DOS GESTORES 
CONSULTOR: Prof. Rafael Jácome
        O desenvolvimento sustentável para ocorrer dever haver uma integração entre o desenvolvimento econômico (Capital Produtivo), a equidade social (Capital Social) e a preservação do meio ambiente (Capital Natural), quando apenas um caminha sozinho, nenhum deles chega a bom termo. Desta forma é necessário termos políticas eficientes e eficazes para que assim se possa combater a pobreza e eliminar a miséria e as desigualdades sociais.

          O Brasil já foi palco de muitos acidentes ambientais, lembro, porém, do caso da Baía da Guanabara, que devido exatamente a falta de políticas sérias, aconteceu o retardamento na retirada do óleo, ocasionando um desastre ecológico, ambiental e social. Sabemos da necessidade do homem em relação à natureza, e, diante de um problema como este, que abalou tanto o lado do meio ambiente devido a poluição das águas por causa da presença do óleo, assim como o econômico com a morte de peixes e do abalo da pescaria, prejudicada e deixando vários pescadores inativos e sem poder pescar por muito tempo. Isto ocasionou um impacto social enorme, principalmente com o isolamento das moradias vizinhas da baía.

          O gestor público deve perceber a importância da implementação de políticas de sustentabilidade social para a eliminação da miséria e da desigualdade social, do equilíbrio econômico e controle e transparência dos gastos públicos, da moralização institucional através de uma gestão participativa, aberta e flexível a sociedade, e por fim, de políticas equilibradas que acabe com a anarquia e perversidade eleitoreiras , que inibe a autonomia e a criatividade da sociedade.







Nenhum comentário: