quarta-feira, 3 de março de 2010

A ATIVIDADE CAPACITA O CRENTE: O EXEMPLO DE MARIA - 4

Irmão Rafael Jácome
        Na Bíblia encontramos vários exemplos de capacitação, mas para concluir este primeiro estudo, o Espírito Santo me guia para o testemunho de Maria, mãe de Jesus. A parte todas os dogmas elencados pelo catolicismo romano, ela foi, antes de tudo, a primeira pessoa a aceitar Jesus como o seu único e suficiente Salvador. A sua vida é um exemplo claro da ação de Deus em toda as suas atividades: mãe, esposa, protetora, serva, obediente ao Projeto de Deus para humanidade (Lc 1.38), pois com o seu “sim” a Jesus, Ele pode vir ao mundo (Mt 1.22-23), cidadã humilde e praticante da religião judaica(Lc 2. 22-24), bendita entre as mulheres e temente a Deus.
        O cântico de Maria descreve o milagre da encarnação, é notório que ela não entendeu de imediato, mas simplesmente adorou. No trecho “Dinâmica do Reino” encontrado na Biblia Plenitude, comentando o Capítulo 1. 25-56(pag.1030) de Lucas, encontramos: “É difícil podermos nos aprofundar nos momentos atordoantes que ela experimentou: 1) quando Simeâo profetizou sofrimento mental/emocional futuro (2.35); 2) quando ela e José falaram com Jesus depois de terem achado que ele estava perdido em Jerusalém (2.49-50); 3) quando Jesus meigamente recusou-a no casamento em Caná (Jo 2.4); quando Jesus pareceu rejeitar a ela e aos esforços de seus irmãos para ajudá-lo, embora eles claramente não o compreendessem corretamente naquela época (Mt 12.46-50).
         Esses exemplos inspiram nosso aprendizado da sabedoria da persistência e obediência, ao seguirmos as regras básicas de /deus em nossa vida, mesmo quando os detalhes do término da sua vontade não estão totalmente claros. Maria também é um estudo no caminho de seguir a vontade de Deus. Ela podia ter buscado uma posição mais alta entre aqueles que viam Jesus pelo que ele era - Messias – mas, ao invés disso: 1) ela continuou firme ao seu lado durante todo o caminho até a cruz, ao invés de proteger a si mesma (Jo.19.25); e 2) ela juntou-se obedientemente aos outros discípullos de Jesus no cenáculo e esperou eu ele ordenasse a vinda do Espírito Santo (At 1.14)”.
“Maria é um modelo de obediência responsável, uma pessoa que viveu conforme as orientações que ela mesma deu aos servos em Caná – conselho eterno para todas as eras: ‘Fazei tudo o que Ele vos disser’(Jo 2.5).”
DEUS É FIEL!                                                                                      Rafael Jácome

Nenhum comentário: