sexta-feira, 9 de abril de 2010

A JANELA DA VIDA

Irmão Rafael Jácome


A JANELA DA VIDA



UMA JANELA VELHA

ABRE-SE NO HORIZONTE

DE UM CÉU SERENO,

MUITO DISCRETO.



A LUA É TRANSCEDENTE,

HARMONIOSA COMO TODAS AS CRIATURAS.

DE LONGE SE VER UM TEMPLO,

O POVO FALA DE ESPERANÇA



SILÊNCIO... É REVOLUCIONÁRIO!



HORRÍVEIS SÃO OS RUMORES

DE INJUSTIÇAS,

OPRIMENTE A ESCRAVIDÃO

DA SOCIEDADE DE CONSUMO,

QUE SE ESCUTA DA JANELA VIZINHA.



UM MENINO MORRE DE FOME,

PLANTOS EM PLENA NOITE.



A LUZ SE ACENDE...

DEVO FAZER ALGUMA COISA!

GRITOU A JANELA.



ASSIM, LUTOU E TOMOU PARA SI

AS DORES DA HUMANIDADE.



RAFAEL JÁCOME

Um comentário:

ZN - Notícias disse...

Parabéns, Prof. Rafael.
O seu blog é excelente!
A partir de agora sou um seguidor do seu blog.
Sou Irmão do Prof. Jairo Fabrício.
Foi através dele que conhecí o blog.
Um grande abraço de, Jadson.