sexta-feira, 14 de maio de 2010

ASSISTENTES SOCIAIS SÃO FUNDAMENTAIS NA EFETIVAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS

Consultor: Rafael Jácome
HOMENAGEM AO DIA DA ASSISTENTE SOCIAL
EXTRAÍDO DO JORNAL PLENÁRIO - A Notícia Agora - 14/05/2010


        Neste sábado, dia 15 de maio, o Brasil comemora o Dia da Assistente Social. Mas você sabe o que faz uma profissional desta área? Segundo Odailde Ferreira Campos, formada há 15 anos em Serviço Social, os assistentes sociais trabalham para efetivar os direitos sociais da comunidade não apenas na área da Assistência propriamente dita, através dos programas sociais, mas também em campos como a saúde, em empresas privadas e também Organizações Não-Governamentais (ONGs).

        O assistente social trabalha através da intervenção e da proposição de políticas públicas que possam responder pelo acesso dos segmentos de populações aos serviços e benefícios construídos e conquistados socialmente”, explica Odailde.

         Pela própria natureza de sua atividade, com frequência esse profissional se depara com situações muito cruéis da vida. Odailde Campos conta que em seus anos de experiência, jamais vai esquecer a cena de um bebê que encontrou morrendo desnutrido em uma rede.

         Esta é uma situação muito constrangedora e degradante. É por isso que trabalhamos no sentido de fortalecer as políticas públicas para que elas sejam capazes de responder de modo eficaz a problemas como este, destacou a assistente social.

          No Brasil, os gestores da Asssistência Social têm trabalhado incessantemente para implantar o Sistema Único da Assistência Social (SUAS), que torna a Assistência uma política pública que precisa ser encarada como dever do Estado e direto de todos no suprimento das necessidades básicas dos indivíduos, sem que seja confundida com caridade e assistencialismo, práticas que permeavam a área.

        Longe de ser uma profissão que apenas atende aos mais pobres, a tarefa do assistente social é analisar a realidade social dos indivíduos e propor intervenções que realmente possam modificá-la, indicando os caminhos para vencer situações de vulnerabilidade vividas pela comunidade, frisou Odailde.

          Na avaliação da secretária de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), Maria Luci Silva, a assistência social possui um papel fundamental na efetivação da intersetorialidade das ações na administração pública. São profissionais indispensáveis para a eficácia das políticas públicas, afinal, são os assistentes sociais que fazem uma leitura mais apurada da realidade a ser transformada, já que vivenciam o trabalho na ponta, disse.

          Segundo Maria Luci, basta, por exemplo, visitar um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) para perceber que o atendimento de uma profissional do serviço social repercute na saúde, na educação, na cultura, no meio ambiente, nas políticas de habitação, etc.

          Comemorar o Dia do Assistente Social é reconhecer a importância dos serviços prestados por essas pessoas ao bom andamento de uma administração como a que é liderada pelo governador Marcelo Déda, que busca a evolução social, política e econômica das comunidades, especialmente daquelas com alto índice de vulnerabilidade social, finalizou.

A PAZ DO SENHOR!

Nenhum comentário: