sábado, 30 de abril de 2011

REUNIÃO NO CEDUC NAZARÉ

Consultor Rafael Jácome


          Sempre aos sábados tenho a oportunidade de passar pela unidade do Ceduc Nazaré para falarmos com os nossos educandos. Estes momentos são importantes porque contribuem para que eles possam ver nos dirigentes da Fundac, pessoas dispostas a contribuírem com os seus desempenhos na unidade.

         Juntamente com Tomázia, diretora daquela unidade, as reuniões são realizadas com o objetivo de debatermos sobre o cotidiano dos adolescentes tendo por base as medidas socioeducativas contidas no SINASE, avaliando a necessidade de se constituir parâmetros mais objetivos e procedimentos mais justos que evitem ou limitem as ações dos educandos, obedecendo a natureza pedagógica da medida socioeducativa.

         Conhecedor do empenho de Tomázia e de sua equipe,  tenho a convicção que podemos avançar numa Fundac mais consistente e preparada para respondermos as grandes dos adolescentes em conflito com a lei. Sabemos que é um grande desafio superar os estigmas e preconceitos que norteiam a realidade dos nossos educandos. Precisamos intervir e esta intervenção será com o tempo desnaturalizada, sem preconceito, com comprometimento social e humano, visando a concretização do Estatuto da Criança e do Adolescente e do SINASE.

DEUS É FIEL!                                      Rafael Jácome

ANIVERSÁRIO NO CEDUC NAZARÉ

Consultor Rafael Jácome


          Tivemos uma comemoração dupla no Ceduc Nazaré. Um dos nossos educandos e um policial que estavam aniversariando hoje, receberam os parabéns de todos daquela unidade. Teve bolo, refrigerante e tudo de bom. Parabéns meus irmãos, que o Eterno Pai continue lhes abençoando.


ANIVERSÁRIO DE UM DOS EDUCANDOS

Consultor Rafael Jácome


          Com a autorização dos responsáveis da unidade do CIAD Natal, tivemos uma grande festa de aniversário de um dos nossos educandos. Levaram bolo, refrigerantes, balas, doces,... Uma grande comemoração. A família unida provou que está ao lado dele, apoiando e renovando as esperanças na superação desse momento difícil de sua vida.

         A  presença dos familiares foi grande e a comemoração deste aniversário serviu de exemplo para todos . O interessante é que eu tive a oportunidade de falar com os adolescentes anteriormente (16/04) e pedi o apoio para diminuirmos os conflitos, as fugas, as revoltas e o clima de revanchismo. Com o apoio da coordenação, dos servidores, dos familiares e principalmente dos educandos, o CIAD está começando a ter uma cara nova. AMÉM.
Deus é fiel!                 Rafael Jácome

AS ADOLESCENTES E SEUS COMPANHEIROS

Consultor Rafael Jácome


           Na saída do CIAD encontrei três adolescentes, todas menores de idade, ávidas por entrar na unidade e, pelo menos, dá um “TCHAU” ou um pequeno abraço nos seus parceiros. Entre elas existia uma grávida, aproximadamente de 6 meses, ansiosa por uma oportunidade. Todas vieram ao meu encontro: “Diretor, o senhor é a nossa salvação, deixe agente pelo menos dá um tchau aos nossos maridos, pelo amor de Deus.”

         Tal pedido cortou meu coração, mas na minha sensatez tive que segurar firme as palavras de Shirley e Zé Roberto, responsáveis daquela unidade, que não haviam permitido a entrada por serem menores e outras normas. Entretanto, olhei para um lado e para outro e disparei: “Vamos nos aproximar da porta de entrada, quando eles tiverem passando pelo corredor, eu peço para Shirley pararem eles no portão principal. Dali eles podem lhes verem.” Foi uma alegria geral.

A adolescente grávida chorava  como uma criança, um choro de mistura de felicidade por ver seu amado e pai da criança que ela trazia em sua linda barriga. Que Deus abençoe a todos!

 DEUS É FIEL!                  Rafael Jácome

DIA DE VISITAS NAS UNIDADES SOCIOEDUCATIVAS

Consultor Rafael Jácome


Como de práxis aos sábados ocorrem as visitas das famílias nas unidades sócioeducativas da Fundac. Aproveito para conhecer melhor os educandos e seus familiares, procurando saber suas necessidades e principalmente levando uma mensagem de esperança, conforto e apoio a todos. Na verdade é muito importante este contato, tendo em vista que os pais aproveitam para falar dos seus problemas e das questões organizacionais das casas.

Nas reuniões procuro deixar claro que o CIAD, por exemplo, é a porta de entrada do sistema e que o comportamento dos adolescentes durante o período de sua permanência nesta unidade é crucial para as futuras sentencias dos juízes. Finalizo, portanto, esclarecendo que é necessário o apoio e acompanhamento dos familiares e demais autores que possam contribuir com o educando.
DEUS É FIEL!                                Rafael Jácome

A TRANSFORMAÇÃO DO SISTEMA SÓCIOEDUCATIVO DA FUNDAC/RN

Consultor Rafael Jácome


Após um longo período de abandono por parte dos antigos gestores e da  ausência de normas técnicas e administrativas que contribuíram para a falência do sistema sócioeducativo, conforme entendimento do poder judiciário em suas declarações na mídia, tenho perdido noites de sonos em busca de propostas para minimizar a situação precária da Fundac/RN.  Na verdade a sociedade não discute a problemática social e contexto no qual se desenvolve o adolescente em conflito com a lei no estado e não percebe a necessidade de respostas reais a tudo que o conduziu ao ato infracional. Paralelo a tudo isto, encontramos a fragilidade de um sistema com dificuldades de estabelecer modelos de gestões políticas pedagógicas que viabilizem os Centros de Atendimento sócioeducativo de Adolescentes.
É preciso ocorrer uma transformação!  Mas, lembro que Jung afirmava:  “Não se pode transformar aquilo que não quer ser transformado” e um dos grandes problemas que enfrentamos é o desinteresse de muitos entes envolvidos em solucionar a realidade. Percebe-se que o ponto inicial da transformação, não passa pelo crivo da compreensão crítica da história e das relações interculturais, interpessoais, interfamiliares e suas contradições e práticas dinâmicas.
As mudanças não acontecem com medidas assistencialistas, cópias de modelos de outros estados ou locais, transmissoras ou de métodos tipo bancário, mas da vivência da atividade, no despertar do verdadeiro papel social do fazer educativo, transformando crianças e adolescentes em sujeitos de direitos, fazendo da pessoa em condição peculiar de desenvolvimento humano e dando prioridade absoluta aos seus direitos. Assim podemos concretizar o que cita Alfred North: “A ARTE DE PROGREDIR CONSISTE EM PRESERVAR A ORDEM EM MEIO DE TRANSFORMAÇÃO E PRESERVAR A TRANSFORMAÇÃO NO MEIO DA ORDEM”.

 DEUS É FIEL!             Prof. Rafael Jácome