domingo, 22 de julho de 2012

O DILÚVIO - O PROBLEMA LITERÁRIO 2

Por Rafael Jácome

A QUESTÃO DA ENTRADA DE NOÉ NA ARCA



Em Gn 7. 7- 9 é narrada a entrada de Noé com sua família e os animais na arca, logo após começa a grande inundação (10-12). Entretanto, encontramos a seguir, mais uma vez o ingresso na arca (13-16) e a subsequente irrupção das águas (17-20), como se nada fora dito anteriormente, conforme versículos citados:

“E entrou Noé, e seus filhos, e sua mulher, e as mulheres de seus filhos com ele na arca, por causa das águas do dilúvio. Dos animais limpos, e dos animais que não são limpos, e das aves, e de todo o réptil sobre a terra, entraram de dois em dois para Noé na arca, macho e fêmea, como Deus ordenara a Noé.” (Gn 7. 7-9);
“ E aconteceu que, passados sete dias, vieram sobre a terra as águas do dilúvio.(Gn 7.10)
“E, no mesmo dia, entrou Noé, e Sem, e Cam, e Jafé, os filhos de Noé, como também a mulher de Noé, e as três mulheres de seus filhos, com ele na arca; eles, e todo animal conforme a sua espécie, e todo gado conforme a sua espécie, e todo réptil que se roja sobre a terra conforme a sua espécie, e toda ave conforme a sua espécie, todo pássaro de toda qualidade. E de toda carne, em que havia espírito de vida, entraram de dois em dois para Noé na arca. E os que entraram, macho e fêmea de toda carne entraram, como Deus lhe tinha ordenado; e o SENHOR a fechou por fora.”(Gn 13-16)

Nenhum comentário: