sábado, 23 de março de 2013

A Classe Social e a exploração

Por Rafael Jácome

     A classe - que é essencialmente uma relação - é antes de mais nada a expressão social coletiva do fato da exploração (e, é claro, da resistência a este fato): a divisão da sociedade em classes econômicas é, pela sua própria natureza, a maneira pela qual a exploração é efetuada, com a classe proprietária vivendo à custa da classe não propietária. Admito que a maneira como emprego a palavra "exploração" acaba dando a ela um tom pejorativo; mas, na verdade, ela é essencialmente uma expressão sem "juízo de valor", significando apenas que a classe proprietária está livre do trabalho de produção pela sua capacidade de se sustentar através dos excedentes tomados dos produtores primários, quer consiga isso através da compulsão, da persuassão ou (como na maioria dos casos) de uma mistura das duas.
                                                G.E.M. de Ste. Croix (1975, 26)

Nenhum comentário: