terça-feira, 16 de abril de 2013

A Origem da Igreja - Parte 2

Por Eurico Bergstén
Fonte: Extraído da Teologia Sistemática de Bergstén 

A Igreja estabelecida
  Somente quando o Espírito Santo foi derramado sobre os discípulos e eles foram batizados com poder (cf. At 1.5), é que a igreja foi  estabelecida em autoridade e na forma como Deus havia determinado. O mistério de Deus, guardado desde o princípio dos séculos, estava revelado: a Igreja, órgão de  Deus na dispensação do Novo Testamento, havia aparecido em cena.


 O projetista da Igreja é Deus
  
    Nada ficou dependendo de invenções ou de idéias humanas. Tudo relativo à Igreja já estava incluído no plano divino.
 Deus fornece o modelo
 Sempre que Deus determina que o homem faça algo em cooperação consigo, fornece o modelo conforme tudo deva ser feito:
•    Quando Deus ordenou que Noé construísse a arca, não deixou sob a responsabilidade do patriarca a escolha do material, do molde e das medidas. Deus determinou tudo, até os menores detalhes (cf. Gn 6.14-16);

•    Quando Deus ordenou a Moisés que construísse o tabernáculo, Ele lhe deu orientações detalhadas acerca de tudo e enfatizou: “Atenta, pois, que o faças conforme o  seu modelo, que te foi mostrado no monte” (Êx 25.40);

•    Da mesma maneira, Deus mostrou a Davi o “risco de tudo” para o templo que Salomão deveria construir (cf. 1 Cr 28.12). Davi então falou a Salomão: “Tudo isso, disse  Davi, por escrito me deram a entender por mandado do Senhor, a saber, todas as obras deste risco” (cf. 1 Cr 28.19). Assim, Deus revelou o modelo da Igreja, o qual Ele  havia mantido em oculto. Importa, por isso, fazer tudo conforme esse modelo (cf. 2 Tm 1.13,14).

 Deus revelou o modelo da Igreja através do Espírito Santo
  
    Quando a Igreja, no dia de Pentecostes, se levantou em poder, não existiam livros ou ordens orientando sobre a forma como ela deveria ser edificada. Jesus ensinou  muitas coisas, mas também disse: “Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade” (Jo 16.12,13). Foi isso o que aconteceu. O Espírito Santo tomou a direção de tudo, e a igreja apostólica surgiu em pleno funcionamento, com os mistérios em ação, com os dons operando e com um crescimento notável. Dessa maneira, a igreja em Jerusalém tornou-se padrão para todos os tempos. Os demais detalhes sobre esse mistério foram depois manifestados pela revelação que Paulo escreveu através das suas epístolas (cf. Ef 3.3) fornecendo, assim, uma doutrina detalhada sobre a maneira como a igreja local deve ser edificada e como deve funcionar. Ele podia escrever: “Eu recebi do Senhor o que também vos ensinei” (1 Co  11.23). Foi esse ensino que, por toda parte, foi entregue em cada igreja (cf. 1 Co 4.17).

Nenhum comentário: