sábado, 27 de abril de 2013

A vida sem o Amor é um Livro sem letras

Por Rafael Jácome
Fonte: Extraído do Livro O Mestre Inesquecível - Augusto Cury


Aprendi com o mestre dos mestres que a arte de pensar é o tesouro dos sábios. Aprendi, pelos menos um pouco, a pensar antes de reagir, expor e não impor as idéias e a entender que cada ser humano é um ser único no palco da existência.

Aprendi com o mestre da sensibilidade a navegar nas águas da emoção, a não ter medo da dor, a procurar um profundo significado para a vida e a perceber que nas coisas mais simples e anônimas se escondem os segredos da felicidade.

Aprendi com o mestre da vida que viver é uma experiência única, belíssima, mas brevíssima. E por saber que a vida passa tão rápido, preciso compreender minhas limitações e aproveitar cada lágrima, sorriso, sucesso e fracasso como uma oportunidade preciosa para crescer.

Aprendi com o mestre do amor que a vida sem o amor é um livro sem letras, uma primavera sem flores, uma pintura sem cores. Aprendi que o amor acalma a emoção, tranqüiliza o pensamento, incendeia a motivação, rompe obstáculos intransponíveis e faz da vida uma agradável aventura, sem tédio, angústia ou solidão. Por tudo isso, Jesus Cristo se tornou, para mim, um mestre inesquecível.

Hoje, meus livros são publicados em mais de quarenta países e tenho sido um autor muito lido, mas não consigo me orgulhar, pois aprendi com a inteligência de Cristo que a grandeza de um homem está diretamente relacionada com sua capacidade de se fazer pequeno. Quem perdeu sua capacidade de se esvaziar deixou de aprender, deixou de pensar.

Depois que descobri a personalidade da pessoa mais surpreendente que já pisou nesta terra, não consigo deixar de me encantar com ele. Esta coleção nem de longe esgota o assunto. É possível que escreva outros livros sobre Jesus. Ele esconde os tesouros mais excelentes da inteligência espiritual, multifocal, emocional, interpessoal, lógica, intrapsíquica.

Agora, ... Retomarei o início da sua jornada desde quando apareceu a João Batista e chamou alguns jovens galileus para o seguirem. Comentarei alguns assuntos já tratados nos livros da coleção "Análise...", mas usarei outro foco, analisarei os fatos e eventos na perspectiva do desenvolvimento da inteligência dos seus discípulos.

Os cientistas, os empresários e os políticos que entregaram suas vidas apenas para um projeto temporal morreram e sua esperança se alojou no espaço pequeno e frio de um túmulo. Os discípulos do mestre inesquecível entregaram suas vidas para um sonho que transcende o mundo físico, o sonho de viver a vida intensamente aqui e na eternidade.

Os discípulos tinham muitos problemas, choravam, erravam muito, mas o sonho do mestre dos mestres os controlava. Sob o seu cuidado, aprenderam a amar a vida e cada ser humano. Viram algo além da cortina do tempo. Ao fecharmos os olhos para a vida, verificaremos se eles tinham ou não razão. A morte pode nos guardar mais surpresas do que a própria vida.

A educação do mundo todo está em crise. Estamos formando repetidores de informações e não pensadores. Até entre os mestres e doutores raramente encontramos pensadores brilhantes, criadores de idéias originais. A falência da educação exaltou a psiquiatria. Sempre houve transtornos emocionais na história, mas nunca nos níveis e na intensidade a que estamos assistindo.

Neste livro, estudaremos uma pessoa que inaugurou a mais excelente educação e o mais notável processo de transformação da personalidade. Analisarei a personalidade dos discípulos antes e depois. Os segredos do mestre dos mestres poderão ampliar os horizontes da psiquiatria, da psicologia e das ciências da educação.

Compreenderemos por que ele escolheu pessoas tão despreparadas, incultas e saturadas de conflitos emocionais e intelectuais e como ele as transformou em excelentes pensadores que revolucionaram a história.

 

 

Nenhum comentário: