sábado, 27 de abril de 2013

Características negativas de Judas

Por Rafael Jácome
Fonte: Extraído do Livro O Mestre Inesquecível - Augusto Cury


Judas era o que tinha menos características negativas e conflitos em sua personalidade. O grande problema era que ele nunca tratara seus conflitos adequadamente. Pequenas frustrações tornaram-se monstros; pequenas pedras, montanhas.

Não entendia seus sentimentos mais profundos. Embora moralista e dosado, tinha dificuldade de penetrar no seu próprio mundo e reconhecer suas mazelas. Sabia julgar, mas não sabia compreender. Errava pouco exteriormente. No secreto do seu ser devia exaltar a si mesmo.

Uma das piores características de Judas era que ele não era uma pessoa transparente. Antes de trair Jesus, traiu a si mesmo. Traiu sua sabedoria, traiu seu amor pela vida, sua capacidade de aprender, seu encanto pela existência. O maior traidor da história foi o maior carrasco de si mesmo. Era autopunitivo. Tinha tudo para brilhar, mas aprisionou-se no calabouço dos seus conflitos. Judas era o mais bem preparado dos discípulos. Por que ele o traiu? Por que não superou o sentimento de culpa gerado pela sua traição? A negação de Pedro não foi menos séria do que a traição de Judas. Por que eles seguiram caminhos tão distintos diante de erros tão graves? Trataremos desse assunto no texto em que mostrar a evolução da personalidade dos discípulos. Na ocasião, estudaremos o dramático suicídio de Judas e as lágrimas incontidas de Pedro.

Nenhum comentário: