quarta-feira, 24 de abril de 2013

Gnosticismo

Por Rafael Jácome
Fonte: Extraído do Dicionário Teológico de Andrade

Termo derivado do grego gnosis, conhecimento, e que designa um tipo de filosofia religiosa do segundo século da era cristã. No NT já há sinais de certos desvios doutrinários dos gnósticos. O gnosticismo era uma mistura de elementos judaicos, cristãos e pagãos com vistas a responder a duas perguntas:

Como reconciliar a presença do mal num mundo criado por um Deus perfeito e bom?

Como se prendeu o espírito à matéria, que é má, e como libertá-lo?

A primeira questão era resolvida assim: Deus criou uma série de seres que foram se tornando imperfeitos (DEMIURGOS), e um deles criou o mundo com seus males.

A segunda questão era resolvida ou por uma vida ASCÉTICA:  (Cl 2.21-23): 21 tais como: não toques, não proves, não manuseies? 22 As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; 23 as quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum, senão para a satisfação da carne.  (1Tm 4.3);  ou por uma vida de LIBERTINAGEM (2Tm 3.2-7; Tt 1.16; 2Pe 2.12-22; Jd 4,8). Para os gnósticos o corpo de Jesus não era real: era um fantasma (1Jo 2.23; 4.2-3). E a salvação não era pela fé, mas pelo conhecimento (1Co 13.2; 1Tm 6.20).

Nenhum comentário: