sexta-feira, 17 de maio de 2013

A contestação de Calvino contra o fatalismo e o deísmo

Por Rafael Jácome


    Calvino sempre contestou a doutrina estóica que define que o destino pressupõe que todos os eventos são governados pela necessidade da natureza. Ele ressalta que na concepção cristã, o “regente e governador de todas as coisas” não é uma força impessoal, mas o Criador pessoal do universo, que em sua sabedoria decretou desde a eternidade o que iria fazer e agora em seu poder realiza o que decretou. Portanto, o fatalismo e o deísmo são totalmente condenados.

Nenhum comentário: