segunda-feira, 6 de maio de 2013

As Bodas do Carneiro

Por Rafael Jácome
Fonte: Dicionário de Teologia de Keplen



Na Bíblia encontramos que o dia que Jesus entrará nos céus com sua Igreja já glorificada e coroada, destaca que haverá um clima inexplicável de alegria e os santos arrebatados, tomarão lugar que Ele lhes preparou, conforme está escrito em Jo 14.1,3. 

 A cidade será chamada de Jerusalém celestial (cf. Hb 12.22), cujo construtor é Deus (cf. Hb 11.10),e que receberá a Noiva do Cordeiro. Quando Jesus entrar no céu com o povo salvo, as multidões de anjos — milhões de milhões e milhares de milhares (cf. Ap 5.11) —, certamente os receberão com cânticos. Ao retornar o Rei da Glória ao céu, receberá grande recepção (cf. Sl 24.8,9). Esse Rei da Glória é Jesus! A Bíblia nos revela algo sobre o cântico dos anjos (cf. Ap 5.11,12). João viu um anjo cantando junto com os anciãos (cf. Ap 5.9,10). Os salvos cantarão também (cf. Ap 5.9,10). O cântico será como o ruído de muitas águas. Cantarão o cântico de Moisés e o do Cordeiro (cf. Ap 15.3,4). Como é maravilhoso saber que esse é o mesmo cântico que já começamos a entoar em nossos corações! (cf. Ef 5.19; Cl 3.16). Quanto mais o Espírito Santo nos abençoa, mais forte sentimos esse cântico em nós. A Bíblia diz que devemos cantar com o espírito (cf. 1 Co 14.15). Cantemos aqui com entusiasmo, pois em breve cantaremos lá!

Nenhum comentário: