sábado, 18 de maio de 2013

Lúcifer e sua natureza perversa

Por Rafael Jácome
Fonte: Extraído da Teologia Sistemática de Bergsten


A inimizade de Satanás contra Deus é evidenciada pelo seu nome. Satanás tem o nome de “o inimigo” (cf. Lc 10.19). Seu nome mostra que a sua inimizade é total. Também o nome Satanás (Hebr. Satã) significa “adversário”. E o nome diabo (grego  diábolos) significa “acusador”.

 Sua natureza perversa

 A natureza perversa de Satanás é evidenciada pelos seus nomes.

 - A crueldade de Satanás pode ser vista nos seguintes nomes: “leão” (cf. 1 Pe 5.8), “dragão” (cf. Is 27.1), “Abadom” (Hebraico) ou “Apoliom” (grego),  que significa “destruidor” (cf. Ap 9.11), “homicida” (cf. Jo 8.44), “antiga serpente” (cf. Ap 20.2).

 - O engano, a falsidade e a astúcia se vêem nos seguintes nomes: “o mentiroso” (cf. 1 Jo 2.22), “o pai da mentira” (cf. Jo 8.44), “a antiga serpente” cf. Ap 20.2; 2 Co 11.3), “o tentador” (cf. Mt 4.3), “o ladrão” (cf. Jo 10.10), “o acusador” (cf. Ap 2.10).

 - A força e a maldade é evidenciada pelo nome “valente” (cf. Mt 12.29).
 - A impureza de Satanás se evidencia nos seguinte nomes: “Belzebu” (cf. Lc 11.15), nome de um deus dos filisteus, cujo nome significa “senhor das moscas” ou “senhor do esterco”, nome que os judeus usavam como designação de Satanás, e “Belial”  (cf. 2 Co 6.15), que significa “mau”, “maldoso”, “malvado”, “ordinário”, “sem valor”.


 Na revolta de Satanás, muitos anjos o acompanharam

 De acordo com Apocalipse 12.4, foi uma terça parte dos anjos que se deixaram enganar por Lúcifer. Eles não guardaram o seu principado e deixaram a sua habitação (cf. Jd 6; 2 Pe 2.4), foram contaminados pelo exemplo e pelas mentiras de Satanás, que é o pai de toda a mentira (cf. Jo 8.44) e, conseqüentemente, foram expulsos do céu. Deus não os perdoou, mas os reservou na escuridão e em prisões eternas até o juízo daquele Dia (Jd 6; 2 Pe 2.4).

Nenhum comentário: