terça-feira, 21 de maio de 2013

O boato espalha o mal

Por Rafael Jácome
Fonte: Jaime Kemp


 “Ele não fala mal dos outros, não prejudica os seus amigos e não espalha boatos a respeito de seus vizinhos.” (Salmo 15.3)

  A Palavra de Deus não deixa dúvidas quando condena comentários maldosos, insinuações, “fofocas” e ofensas que sempre ferem e prejudicam outras pessoas. Em Tiago 3.6, lemos que a língua é “um mundo de maldade; … espalha o mal em todo nosso ser. Com o fogo que vem do próprio inferno, ela põe toda a nossa vida em chamas.” Este é um aviso muito sério de Deus, que se repete em vários outros trechos bíblicos. Porém infelizmente nem sempre o encaramos com seriedade. O cristão não pode falar mal de outras pessoas, prejudicar seus amigos, espalhar boatos a respeito de conhecidos. Se agir assim, não estará agradando a Deus. Nossas palavras devem edificar e não destruir. Isso não quer dizer que não podemos ser sinceros, mas tudo o que sai de nossa boca deve ser dito com amor, para o crescimento da outra pessoa e para a glória de Deus. Nós fomos criados para louvar o Senhor e não para julgar nossos semelhantes. Assim como todo aquele que utiliza sua língua para o mal põe toda a sua vida em chamas do inferno, a pessoa que sabe controlá-la tem o direito de morar no templo de Deus, ser hóspede do Senhor, o que é uma grande honra!
 Conferir Provérbios 16.28; 18.8; 6.19; 11.9; Mateus 5.15-19
 Ref. Bíblica: Salmo 15.1-3

Nenhum comentário: