sexta-feira, 7 de junho de 2013

A esperança Messiânica

Por /Rafael Jácome
Fonte: Pequeno Dicionário Teológico de Andrade

  Expectativa alimentada pelos escritores do Antigo Testamento quanto ao aparecimento do Messias na plenitude dos tempos (Gl 4.4).
 O Messias, que reuniria em si os três ministérios básicos do velho pacto: profeta, sacerdote e rei, viria para estabelecer o Reino de Deus entre os homens, e dispensar todas as benesses que o Eterno, em sua infinda misericórdia, reservou aos que nEle crêem.
 A literatura apócrifa também alimentou a esperança messiânica no seio do povo de Israel. A esperança messiânica cumpriu-se plenamente na vinda de Cristo Jesus. Infelizmente, a nação israelita não teve o discernimento necessário para recebê-lo como o esperado de todas as nações.
 Ainda hoje, os judeus alimentam a esperança messiânica. Tal esperança, porém, não será em vão: aproxima-se o dia em que todo o Israel e Judá converter-se-á ao Senhor Jesus (Zc 12.10).

Nenhum comentário: