domingo, 9 de junho de 2013

Beleza literária, de vida e esplendor do amor de Deus: os cânticos de Ana e de Maria

Por Rafael Jácome



        A palavra exultar significa sentir e demonstrar grande júbilo ou alvoroço. Na Bíblia encontramos várias citações deste termo, no entanto, existem dois cânticos que sempre me maravilharam e enchem o meu coração de alegria, ou melhor, de GRANDE JÚBILO. São textos escritos em tempos históricos diferentes, mas bastante similares e exaltam a grandeza e o agir do Senhor.



        O primeiro é citado em 1 Samuel 2.1-2 quando Ana ora por um filho em Siló. Assim diz: “O meu coração se regozija no Senhor, a minha força está exaltada no Senhor; a minha boca se ri dos meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. 2 Não há santo como o Senhor; porque não há outro além de ti; e Rocha não há, nenhuma, como o nosso Deus.”



        O segundo texto é o cântico de Maria em visita a sua prima Isabel. Mas antes quero ressaltar um trecho belíssimo entre o anjo Gabriel e Maria, quando ele vem anunciar o nascimento de Jesus e comunicar a gravidez de Isabel, que mesmo de idade avançada, Deus lhe concede a graça da gestação e conclui: “Lc.1.37 Porque para Deus nada é impossível.” Maria atenta ao agir do Senhor não exulta em proclamar: “Lc.1.38 Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela.” É simplesmente lindo, grandioso e corajoso para uma jovem da sua idade.



        Entretanto, voltemos para o cântico de Maria: Lc.1.46 Disse: “A minha alma engrandece ao Senhor, 47 e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,48 porque atentou na humildade de sua serva; pois eis que, desde agora, todas as gerações me chamarão bem-aventurada.49 Porque me fez grandes coisas o Poderoso; e Santo é o seu nome.”



        Os cânticos decorrem com palavras e definições bastantes similares. Transcrevos alguns trechos, porém peço para meus queridos amigos estudá-los com mais calma. Vejamos:

ANA:  1 Samuel 2.2  Não há santo como o Senhor; porque não há outro além de ti; e Rocha não há, nenhuma, como o nosso Deus. .. 4 O arco dos fortes é quebrado, porém os débeis, cingidos de força. 5 Os que antes eram fartos hoje se alugam por pão, mas os que andavam famintos não sofrem mais fome; até a estéril tem sete filhos, e a que tinha muitos filhos perde o vigor.



MARIA: Lc.1.50 E a sua misericórdia é de geração em geração sobre os que o temem. 51 Com o seu braço, agiu valorosamente, dissipou os soberbos no pensamento de seu coração, 52 depôs dos tronos os poderosos e elevou os humildes; 53 encheu de bens os famintos, despediu vazios os ricos.

ANA: 1Samuel 2.6  O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz subir. 7 O Senhor empobrece e enriquece; abaixa e também exalta. 8 Levanta o pobre do pó e, desde o monturo, exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do Senhor são as colunas da terra, e assentou sobre elas o mundo.

MARIA:  Lc 1.54 e auxiliou a Israel, seu servo, recordando-se da sua misericórdia. 55 (como falou a nossos pais) para com Abraão e sua posteridade, para sempre.

ANA: 1Samuel 2.9 Ele guarda os pés dos seus santos, porém os perversos emudecem nas trevas da morte; porque o homem não prevalece pela força. 10 Os que contendem com o Senhor são quebrantados; dos céus troveja contra eles. O Senhor julga as extremidades da terra, dá força ao seu rei e exalta o poder do seu ungido.





        Meus amigos, percebam a grandeza desses dois cânticos. São jóias preciosas, atestados da grandeza do Pai Eterno. Tanto em Ana como em Maria é declarado que está nas mãos do Senhor a decisão da vida de cada um de nós: é Ele quem determina. A confirmação de que verdadeiramente é o Deus do milagre, do nada impossível, e, envia o seu filho, o Messias, para a salvação da humanidade.  DEUS, MEU SALVADOR.

Nenhum comentário: