sábado, 8 de junho de 2013

NO MEU NOME - Tudo quanto pedirdes


Por Rafael Jácome


Jo 16.23: “Tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar.” (Jo 16.23).

        Muitas vezes nos encontramos com a sensação de descompromisso com a vida. Como que estamos à procura, nas inevitáveis experiências, de um “elo perdido”, mas acabamos sentindo a angústia das nossas necessidades, da ajuda e do sentimento de abandono e, por outro lado, sentimos a realidade de Deus. Pai de todos nós, que nada necessita para usar da sua Onipotência para atender os nossos desejos e necessidades, como filhos seus.

         É como um vazio que clama pelo pleno. É como um pleno que clama um vazio. Mas não se encontram.

        A liberdade na qual nos é dotado, pode também causar este dano. Mas Deus não cessa de ser amor para aqueles que O reconhecem: “Tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar.” (Jo 16.23).

        Eis uma das muitas palavras de Jesus rica de promessas. Com isto Ele nos ensina como alcançar tudo que necessitamos. Somente Deus pode falar desta forma. Não existem limites. Todas as graças são em seu poder: as terrenas, as espirituais, as possíveis e impossíveis. Porém, Jesus declarou: NO MEU NOME. Ele nos alerta para buscar ao Pai, no seu nome, e pedir isto, depois aquilo, mais aquilo. Jesus sabe que o Pai não pode dizer não.

        Caso você esteja na situação de “pedi, pedi, pedi no nome de Cristo, mas nada obtive.”, talvez esteja esquecendo-se de outras palavras de Jesus, por exemplo, que obtém quem está n’Ele e que quer dizer na sua vontade. Possa ser que pediu alguma coisa que não está nos desígnios de Deus para sua vida e não ver necessidade de receber neste mundo. Portanto, é necessário saber o que pedir e se é vontade de Deus.

        Então é bom orar, pedindo: “Pai, eu te peço em nome de Jesus, se é do teu agrado e vontade.” E se a graça pedida se contemplar com os planos de Deus no seu amor que pensou para você, a sua palavra se concretizará: “Tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar.” (Jo 16.23).


Nenhum comentário: