sábado, 8 de junho de 2013

O tempo caminha por si mesmo

Por Rafael Jácome
Fonte: Chiara Lubich - Agosto de 1978

  "Quando você viaja - e também a vida é uma viagem -, permanece sentado tranqüilamente em seu lugar. Nem lhe passa pela cabeça a idéia de ficar caminhando para frente e para trás no ônibus ou no vagão do trem. Essa atitude seria de quem quisesse viver a vida sonhando com um futuro ainda inexistente, ou pensando no passado que jamais voltará. Não, o tempo caminha por si mesmo. É preciso concentrar-se no presente; então, chegaremos à plena realização de nossa vida terrena. 

Você me perguntará: mas como posso distinguir entre a vontade de Deus e a minha?

No presente não é difícil saber qual é a vontade de Deus. Vou lhe indicar um caminho: preste atenção à voz do seu íntimo, uma voz sutil, que talvez você tenha sufocado muitas e muitas vezes, e que se tornou quase imperceptível. Mas, procure ouvi-la bem - é voz de Deus (cf. Jo 18,37; cf. Ap 3,20). Ela lhe diz que este é o momento de estudar, ou de amar algum necessitado, ou de trabalhar, ou de vencer uma tentação, ou de cumprir um dever de cristão ou outro dever de cidadão. Ela o convida a dar ouvidos a alguém que lhe fala em nome de Deus, ou a enfrentar corajosamente situações difíceis.
Ouça, ouça. Não sufoque essa voz. É o tesouro mais precioso que você possui. Siga-a. 

E, então, você construirá momento por momento a sua história, que é ao mesmo tempo história humana e divina, porque feita por você em colaboração com Deus. E você verá maravilhas. Verá o que Deus pode realizar numa pessoa que diz com toda a sua vida:
"Não seja feita a minha vontade, mas a tua!"
 

Nenhum comentário: