sábado, 8 de junho de 2013

QUEM É JESUS? O DEUS QUE VIVE EM MIM!

Por Rafael Jácome

  

Mc 8. 27-29: “Então, Jesus e os seus discípulos partiram para a aldeia de Cesaréia de Filipe; e, no caminho, perguntou-lhes: Que dizem os homens que sou eu? 28 E responderam: João Batista; outros: Elias; mas outros: Algum dos profetas.29 Mas vós, quem dizeis que eu sou? Respondendo, Pedro lhe disse: Tu és o Cristo.”

Durante boa parte da minha vida dediquei-me ao estudo da Palavra, produzi muitos artigos e tenho nestes procurado alguns escritos que guardei do tempo de seminário e de estudos bíblicos evangélicos. Naturalmente vem a vontade de “devorar” todas as informações na tentativa de absorver o máximo possível do conhecimento. Declaro que devido a tantas informações, é necessário ter sabedoria para escolher o que realmente ler.

Mas encontrei uma pérola no meio de tudo isto, que me levou a seguinte reflexão: Quem é Jesus para você Rafael? Confesso que fiquei um pouco perplexo e inerme a situação, mas comecei a responder. Jesus é o Filho de Deus que se fez homem para me libertar do pecado. Como tal, assumiu a natureza humana e divina, radicalmente diferentes entre si, mas necessária para o designo de Deus em minha vida: a salvação.

Muitas vezes tenho posição individualista e subjetiva a respeito da pessoa de Cristo, e, preciso vigiar para não fazê-Lo a minha imagem. Quando isto ocorre, entendo que a minha relação com Deus deve se transformar: se a característica essencial do homem reside na sua relação com Deus no plano do ser (se o homem é homem é pelo fato de ser imagem de Deus), este, para realizar-se plenamente precisa viver e desenvolver esta relação, também num plano existencial.


Portanto, é Jesus, o Deus encarnado, que me pede para ser decisivo, de não ter compromissos ou cumplicidade com o mal, pronto mesmo a privar-me das coisas mais desejadas, se estas me privam de possuir a Deus; de não ser motivo de escândalos e não me meter em situações perigosas, evitando-as para estar diante de Deus, e a sua graça fará o resto, transformando-me. 

Nenhum comentário: