sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Natal ganha primeira torre de cobertura sustentável para telefonia celular no RN

07/08/2015 16:22
  • Prefeitura Municipal do Natal

Divulgação
O prefeito do Natal, Carlos Eduardo, em companhia do secretário municipal de Turismo, Fred Queiroz, participou na tarde desta sexta-feira (7) da instalação do primeiro biosite (antena) da operadora TIM no Rio Grande do Norte. O equipamento, de 18 metros de altura, faz parte do projeto de cobertura sustentável da empresa e foi instalado na área do hotel Vila do Mar, na Via Costeira, um dos pontos turísticos de grande concentração de pessoas que visitam a cidade.


“A TIM está de parabéns pela iniciativa de modernizar e avançar. Trata-se de um equipamento moderno, que não agride a estética da cidade e melhora um
 serviço que é essencial ao cidadão”, definiu Carlos Eduardo. O evento contou
 também com as presenças dos executivos da TIM, Leandro Guerra, Diretor 
de Relações Institucionais; Douglas Soares, Gerente de Operações de Rede
 para o Norte e Nordeste; Sergio Brasilis, executivo de Relações 
Institucionais; e Daniel Moreira, diretor de Vendas para o Nordeste.



A instalação do biosite é mais rápida e menos burocrática que as antenas
 tradicionais, já que o tempo de licenciamento é reduzido e não esbarra nos
 impasses decorrentes de legislações municipais, que dificultam a instalação
 de torres necessárias para atender à população. Em Natal, a implantação da
 nova solução foi possível a partir de uma parceria com a Prefeitura,  por
 meio da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), que constatou 
a viabilidade do projeto e aprovou a utilização do equipamento.



“A visão de inovação da TIM e o engajamento da Semurb foram dois
 aspectos fundamentais para viabilizar, em curto prazo, a implantação do
 primeiro biosite em Natal. A Secretaria compreendeu a importância para a
 população e a necessidade de se dispensar um tratamento diferenciado em
 relação ao licenciamento deste tipo de solução”, ressaltou o diretor
 de Relações Institucionais da TIM, Leandro Guerra.



A principal função do biosite é possibilitar a ampliação da cobertura de dados
 (3G) em áreas conhecidas como de sombra (pontos onde as Estações
 Rádio Base – antenas tradicionais – têm dificuldade de alcançar) ou de grande 
de volume de tráfego de dados. O equipamento foi desenvolvido e patenteado pela TIM, conta com tecnologia 100% nacional e tem aparência praticamente igual à de 
um poste de iluminação, o que causa menor impacto urbanístico.



A ideia é que a TIM instale outro equipamento na capital potiguar ainda este
 ano, na área da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O 
primeiro biosite da TIM no país foi inaugurado em Curitiba, em junho de 2014, durante a copa do mundo. Atualmente, além de Natal, outras capitais como Recife, 
Manaus, Rio de Janeiro, São Luís e Brasília já foram contemplados com a 
novidade. Na região Nordeste, a companhia também entregará a solução 
em Maceió e Salvador. Até o final deste ano, mais de 300 equipamentos 
devem estar em pleno funcionamento no Brasil.


Nenhum comentário: